. . . . O objeto mais "vintage" que possuo - Mania de Organizar e Viver Saudável

O objeto mais "vintage" que possuo



Vintage significa algo clássico, antigo e de excelente qualidadeTrata-se de um estilo de vida que remete aos anos 1920, 1930, 1940, 1950 e 1960, e que se aplica em vestuários, calçados, mobiliários e peças decorativas.
As pin-ups dos anos 50 e 60 - perfil de mulher clássica e feminina, mas com ar retrô, sedutor e ingênuo ao mesmo tempo - é outro exemplo de moda vintage

Quando penso nessa época, lembro do filme Pleasantville - A Vida em Preto e Branco. Conta uma história passada nos anos 50. As roupas, carros e mobílias são vintage. Vale uma resenha aqui no Blog (vou tentar em breve). Amo esse filme, mas sou grata pela época em que vivo. A mulher era vista de uma forma diferente de hoje, não tinha liberdade para estudar, para fazer aquilo que gostasse e ser quem quisesse ser. Hoje temos mais "espaço".

Quem casa, quer casa, diz o dito popular. Esse é o padrão de procedimento quando você encontra a pessoa que considera poder viver a vida a dois. Infelizmente nem sempre os casais permanecem assim, mas acredito que as pessoas se casam pensando nisso.
Quando a gente casa, normalmente quer uma casa arrumadinha e no início ela é meio "clean". Compramos os móveis básicos necessários para habitar aquele novo lar e com o tempo, vão surgindo as ideias de decoração. Alguns presentes são ganhos pelo casal e passam a integrar o acervo decorativo da casa.

Quando me casei, ganhei um quadro pintado especialmente para nós. Esse quadro ficou conosco por muitos anos e hoje está na casa da minha mãe. Tenho vários objetos ainda que ganhei nessa época porque sou cuidadosa com as coisas. Muitas pessoas (principalmente nossos familiares) nos presentearam e sou grata por isso. Como dizem: não tenho tudo o que amo, mas amo tudo o que tenho. Tenho tudo de que preciso. Algumas vezes gostaria de ter coisas mais modernas, mas penso ser desnecessário gastar em algo que já possuo. 


Caixa de música

Existem também objetos que fazem parte de nossa história de vida ou familiar. Uma amiga possui uma máquina de escrever que foi de seu avô. Outra amiga, tem um relógio antigo que foi de seu pai. Já uma outra, possui um anel e uma panela que foram de sua mãe. Outra ainda, possui formas de bolo herdadas e um espelho enorme em seu quarto. E outra, tem uma lata porta-arroz que foi de sua avó. Ainda uma outra amiga, possui uma caixa de música que foi de seu avô (foto). Estou citando aqui, pessoas que já passaram dos 50 anos e algumas já não tem os pais vivos.

Aqui em casa, o objeto mais antigo, é uma fruteira de vidro (é pesada!) que minha mãe me deu quando casei. O detalhe é que ela ganhou essa fruteira de presente de casamento no ano de 1961. É bem vintage mesmo! Gosto desse objeto e cada vez que olho para ele, lembro de minha mãe.

Fruteira de vidro

E você, o que tem de mais antigo em sua casa? Conta nos comentários!


Este post participa da Blogagem Coletiva Semanal #52semanasdegratidão de Elaine Gaspareto, cujo objetivo é valorizar e compartilhar nossas pequenas e grandes alegrias... nossas vivências e aprendizados.






12 comentários:

Hilda Machado disse...

Oi Quel, obrigada por sua visita ao meu blog *-* espero te ver novamente por lá! Amei sua postagem, eu amo coisas vintage e sempre que possível dou um jeitinho de procurar na família ou comprar algo com esse estilo pois é bem bonito. Tem post novo lá no blog, e te convido a dar uma passadinha por lá. Beijocas! ♥

Sorriso Jovem | SJ Oficial Fanpage

ADRI disse...

Oi Quel.
Minha mãe tem uma talha...filtro de barro.
Bjos.

Maria de Lourdes disse...

Olá quel! adoro esses objetos dos anos de lá não sei quando. Essa fruteira conheço muito bem. A minha mãe tinha uma. Esses objetos são muito valiosos porque alguns até acompanharam gerações. Eu mesma não tenho nenhum aqui na minha casa. Os que ganhei deixei na casa da minha irmã. Uma cristaleira linda que era da minha mãe. Uma outra irmã possui um bau que ganhou da sogra e já tem mais de 200 anos porque foi passando de uma familia pra outra. Tenho uma outra irmã que todos os moveis dela são vintage e ela não os troca por nada nesse mundo. Enfim adoro tudo vintage, lindo demais.
Abraços

Carol M disse...

Adoro objetos vintage! Ainda mais quando herdados pela familia. Aqui em casa tem panelas que foram da minha bisavó!
Ótima semana pra ti!

Andreia Alves disse...

Oi Quel!
Caracas não tenho nada de antigo assim rsrsrs
Poxa magoei😢
Bjooo linda e obrigada pela visita lá no bloguinho!

https://devaneiosdocotidianoo.blogspot.com.br

Ipsis Litteris disse...

Olá Quel! Amo peças vintage. E o filme 'A vida em preto e branco' é maravilhoso, já fiz muitos debates sobre ele, é um aprendizado. Aguardando ansiosa por sua resenha!Aqui em casa tenho muitas peças vintage, a maioria dos meus móveis são desde que casei. Qq dia tiro fotinhos e coloco lá no meu blog (rs). Paz e Bem! Nice

SÔNIA R.B. disse...

Quel:
Adoro objetos antigos, em fim as recordações.
Tenho uma caçarola de ferro que ganhei de minha mãe quando fiz 38 anos, hoje tenho 61 anos. Saem comidas muito gostosas dali. Tem coisas que só ficam deliciosas numa bela caçarola de ferro como carne assada por exemplo.
beijocas

Roselia Bezerra disse...

Boa tarde, querida Quel!
Tenho um ícone de 25 anos que levei hoje para remodelar pois a anterior moldura está um pouco feia...
Gostei de ver suas peças...
Bjm muito fraterno

Luana Souza disse...

Também sou uma apreciadora do estilo vintage, mas gosto de viver nessa época pelos mesmos motivos que você. Se eu vivesse naquela época, acho que seria alguma revolucionária hehe. Só acho que algumas coisas naquela época eram mais simples e eu sinto falta disso, mesmo não tendo vivenciado.

Adorei conhecer esses seus objetos. A coisa mais vintage que tenho aqui é uma máquina de escrever *-*

Aline Callai disse...

Eu amo coisas vintage e quando tiver a minha casa vou viver garimpando coisas haha muito linda a sua fruteira! Amei <3 Aqui em casa de mais vintage que tem é o fogão a lenha amarelo dos anos 80 *-*
Beijos,
http://www.nomundodaluablog.com/

Retipatia disse...

Adorei a postagem, as pessoas costumam confundir muito vintage com retrô, e às vezes incorrem em erro achando ser a mesma coisa...
Eu fiquei tentando pensar em coisas antigas. Eu mesma não tenho nada extamente assim, mas na minha casa tem, eu moro com minha mãe, então, algumas coisas eram dela, quando jovem ou que ela ganhou faz tempos e tempos!
xoxo

Maria Reciclona disse...

Oi Quel. Que belo tema e ótima abordagem a cerca das utilidades e necessidades. É muito bom encontrar pessoas, como você, que valorizam a memória dos objetos, ultrapassando sua mera e formal utilidade prática. Cada item tem sua história e alguns trazem consigo lembranças e a qualidade de um tempo onde a obsolescência programada não fazia parte de nossas vidas. Trago comigo muitas louças herdadas de minha mãe e uma saladeira lembra muito o designer de sua linda fruteira. Que você possa conserva-la cheia de afeto e lembranças felizes. Um abraço.